Arquivos de Categoria: Dicas

Conheça dicas de como planejar banheiros para diversos tamanhos

As arquitetas Denise Barretto e Nicole Finkel dão dicas valiosas sobre banheiros de vários tamanhos. Pequenos, médios ou grandes, os banheiros são espaços de relaxamento e bem-estar das residências. Mas é preciso planejamento para deixar esse ambiente da casa de acordo com o gosto de cada morador.

A importância do projeto

O que poderá conter o ambiente? Cabe acrescentar um segundo chuveiro dentro do boxe? É possível ter duas cubas numa única bancada? Essas e outras perguntas serão respondidas pelo projeto depois que o arquiteto conhecer o local e fazer uma longa entrevista com os usuários do ambiente.

É imprescindível conhecer o estilo e modo de vida de quem vai usar o ambiente, desvendar os hábitos, os hobbies e as expectativas de cada um. Em seguida, o profissional se encarregará de definir as medidas do cômodo a fim de desenhar o layout e detalhar minuciosamente metais, louças sanitárias, mobiliário, acabamentos etc.

O que não pode faltar em banheiros pequenos

Em ambientes enxutos, principalmente, torna-se indispensável um bom planejamento, fazendo com que tudo seja equacionado na área disponível. Na maioria das vezes, o projeto faz escolhas para otimizar espaço, como trocar o bidê por uma ducha higiênica, mais compacta. Abrir mão de dispor de dois chuveiros e duas cubas também é uma maneira de evitar aperto. A arquiteta Nicole Finkel dá mais dicas para cômodos com metragem reduzida.

  • Eleger uma paleta clara auxilia na hora de garantir amplitude. Para essa finalidade, o espelho também é um importante aliado fazendo com que o lugar pareça ser maior;
  • Vale aproveitar toda a extensão das paredes, com nichos ou prateleiras.
  • Cuidado com a profundidade das peças para não ocupar espaço demais;
  • Não dispense nenhum cantinho.
  • Opte por portas de correr também em boxes e gabinetes;
  • Dê preferência às bacias sanitárias com tamanho compacto;
  • Cubas de semiencaixe permitem dispor de bancadas mais estreitas.

Banheiros médios garantem mais flexibilidade

Em um banheiro médio, o projeto consegue oferecer mais elementos de bem-estar. Layouts otimizados rendem lugar para boxes maiores, na maioria dos casos, e os moradores podem usar, até mesmo, dois chuveiros ou até de uma banheira. Veja outras recomendações da arquiteta Nicole Finkel.

  • O boxe pode ser mais espaçoso e dispor de uma abertura para fora;
  • Se o banheiro for utilizado por um casal, é possível ter uma bancada maior com duas cubas;
  • Uma metragem mediana possibilita ter uma banheira ocupando a mesma área do chuveiro, no boxe.

Espaços generosos transformam banheiros em salas de banho

Um banheiro generoso é terreno fértil para a criatividade de um arquiteto. É possível transformá-lo em uma sala de banho bem equipada e repleta de atrativos para os moradores, como instalar uma TV na área do boxe. “Espaços com uma ótima metragem proporcionam boas doses de saúde e bem-estar sem precisar sair de casa”, afirma a arquiteta Denise Barretto, que listou algumas sugestões.

  • Vale apostar em um sistema de som e uma TV para curtir os programas prediletos;
  • A banheira não precisa ocupar a mesma área do chuveiro, no boxe;
  • Dá para incluir cubas duplas, bancada grande, espelho de uma ponta etc.
  • Alguns projetos conseguem incluir até mesmo penteadeira

Mais informações:

Anúncios

Especialistas dão dicas simples de como conectar sua casa à natureza

Flávia Campos e Rayra Lira - Conexao com natureza

O contato com a natureza é essencial na vida de todo mundo. Os benefícios para a saúde são enormes. Mas, mesmo para quem vive em meio ao caos das grandes metrópoles, é possível trazer um pouco de natureza para dentro de casa, com alguns ajustes na decoração.

A designer de interiores Flávia Campos e a paisagista Rayra Lira dão dicas de como trazer um pouco de harmonia com a natureza para dentro de casa. Segundo elas, essa aproximação pode até melhorar a concentração, diminuir o estresse e o cansaço mental.

Flávia Campos sustenta que as construções voltadas para o meio ambiente estão em alta na arquitetura e decoração. Segundo a designer de interiores, a busca pela sustentabilidade leva os especialistas a incorporar métodos que remetam a uma conexão com a natureza.

Como exemplo dessa conexão entre a decoração e a natureza, Flávia cita o uso de fontes e mini fontes. “O som da água traz um clima zen, permitindo aconchego e um ambiente propício para prática de meditação,” explica.

A designer conta também que as construções que estão em equilíbrio com a natureza buscam sempre opções sustentáveis. Por exemplo, o reaproveitamento da água, o uso de energia solar e de materiais ecologicamente corretos são cada vez mais frequentes.

Plantas

Outra forma simples de trazer mais natureza para a decoração é a introdução de plantas na decoração. A paisagista Rayra Lira sugere algumas espécies e cita alguns benefícios de mantê-las em casa.

  • Jasmim: reduz os níveis de ansiedade. Seu aroma pode ajudar a melhorar a qualidade do sono e a produtividade durante o dia;
  • Espadinha de São Jorge: previne irritações nos olhos, problemas respiratórios e dores de cabeça;
  • Palmeira Chamaedórea: absorve gases tóxicos do ambiente e auxilia no controle da umidade. A planta também é essencial para quem pretende pintar o imóvel, já que absorve o cheiro forte de tinta, tornando o lugar mais agradável;
  • Lírio da paz: ajuda a amenizar alergias, a aliviara  garganta e o nariz, mantendo a umidade do ar.

Hortas

Rayra conta ainda que introduzir uma horta no ambiente é mais uma maneira de ajudar a conectar a casa à natureza. Além de colher temperos e ingredientes orgânicos, levando mais sabor para as receitas, a horta ainda traz mais cor ao ambiente. Também pode tornar-se um hobby e ajudar a aliviar um pouco o estresse do dia a dia.

A profissional ensina que é possível manter uma horta até mesmo em locais com pouca luminosidade. Segundo Rayra, nesses casos, o mais importante é selecionar espécies que não necessitam tanto da luz solar. “Para algumas plantas, o contato direto com o sol pode até ser prejudicial”, alerta. Mas a paisagista destaca três condições que são essenciais para se ter uma horta em casa: “luminosidade, ventilação e água”.

 

Masutti Copat apresenta acessórios para organizar o closet

Um closet bagunçado faz a pessoa perder tempo precioso procurando peças de roupas. Isso desorganiza também a rotina de trabalho, estudos, prática de exercícios, lazer e vida social. Afinal de contas o tempo é precioso em qualquer situação.

Acessórios organizadores facilitam a tarefa de guardar e, principalmente, de encontrar vestimentas no closet. Conheça a seguir dicas, soluções e produtos da Masutti Copat que podem tornar o armário mais funcional.

Sapateiras

Os calçados precisam ser guardados com cuidado e estilo (regra básica para quem adora comprar sapatos novos). Portanto, garanta que o projeto de mobiliário do seu closet terá uma boa sapateira. Hoje em dia existem modelos que aliam usabilidade e design, de modo que esse utilitário pode até mesmo ficar à vista, valorizando o cantinho dos “shoes lovers”. Os modelos deslizantes assinados pela marca Masutti Copat são bastante completos por sua praticidade de uso e beleza, disponíveis em formato de gaveta, prateleira vertical e prateleira horizontal.

Calceiro

O calceiro é um acessório indispensável para o closet. Mas lembre-se de escolher a ferragem de uma marca confiável, que ofereça qualidade, durabilidade, ergonomia e design. A Masutti Copat oferece opções de calceiro simples, com foco no armazenamento de calças e saias, e com porta-gravatas ou cintos (um plus na organização de acessórios). Para quem tem um closet amplo e muitas peças, vale apostar em modelos de calceiro mais robustos (giratório, frontal ou com cabides acoplados).

Prateleira porta-bolsa

Uma solução eficiente para armazenar bolsas é instalar uma prateleira porta-bolsa dentro do móvel. A dica é optar por um modelo completo. A coleção Avant, da Masutti Copat, conta com capas para proteger as alças das bolsas, prolongando sua vida útil, e uma bandeja com rebaixo, perfeita para acomodar as peças menores.

Outra opção são os organizadores de bolsas, espécie de cabide vertical que armazena os itens dentro de armários. Ótimo truque para quem tem um espacinho sobrando e prefere reaproveita-lo.

Prateleiras organizadoras

Lembre-se de incluir prateleiras organizadoras com divisórias nos armários do seu closet, pois elas acomodam objetos delicados (joias, relógios e óculos de sol) com organização e cuidado.

Aplicativos para organização

A tecnologia ajuda a compor looks. Aplicativos categorizam seus itens (sapatos, roupas e bolsas) e dão dicas de composição. Conheça dois aplicativos que podem dar uma ajudinha.

  • Stylebook: ajuda a organizar o guarda-roupa e oferece dicas de como usar as peças. Tem funções que orientam até mesmo para fazer as malas e pesquisar por itens em lojas virtuais. Disponível para homens e mulheres.
  • Guarda-roupa: disponível no idioma português brasileiro, permite catalogar suas roupas por meio de fotos do seu acervo. Com base nesses dados, o aplicativo possibilita formular um diário de looks para lembrar do que já usou (ou não).

Mais informações: www.masutticopat.com.br

Arquitetas dão dicas para projeto de cozinha prática e bonita

O projeto da cozinha merece atenção especial. Afinal, além de funcional para o dia a dia, o ambiente também precisa estar em harmonia com o restante da decoração da casa. Para tirar todas as dúvidas em relação ao cômodo, as arquitetas Beatriz Ottaiano e Daniele Okuhara, da doob arquitetura, trazem dicas espertas para garantir uma cozinha prática e bonita.

Circulação e Layout

O layout é o ponto de partida crucial para planejar a cozinha. Por ser um lugar de grande movimentação, uma circulação bem pensada garante a funcionalidade e evita o perigo de esbarrões ou acidentes. O ambiente pede, no mínimo, 1 m de passagem, possibilitando caminhar com conforto até mesmo quando as portas do forno ou da geladeira estiverem abertas.

Sobre a disposição de móveis e eletrodomésticos, fique atento à tríade das áreas de armazenamento, preparo e cocção. Daniele dá a dica: Precisamos levar em conta a triangulação dos três itens principais: fogão, cuba e a geladeira. A ideia é que esses elementos fiquem próximos, tornando o dia a dia mais prático.”

Há diferentes layouts, que variam conforme o perfil de cada projeto. Nas plantas lineares, pia, fogão e geladeira ficam na mesma parede e o ambiente acaba parecendo um corredor. Na distribuição em U, cada elemento está disposto numa parede diferente. Já no layout em L, dois elementos se encontram na mesma parede e o terceiro na lateral. A posição de tudo também dependerá da metragem disponível”, explica Beatriz. “Um cuidado importante envolve a localização dos pontos de elétrica e hidráulica, que devem considerar previamente o lugar de eletrodomésticos, cuba e outros acessórios, completa.

Móveis Planejados

O investimento em móveis sob medida pode parecer alto, no primeiro momento, mas por ser um mobiliário fixo e durar muito tempo, vale a pena! Isso porque são feitos de acordo com o tamanho do ambiente, impedindo o desperdício de centímetros, e levam em conta as necessidades específicas dos moradores.

Para quem vai investir na marcenaria, a doob arquitetura conta um pouco sobre suas preferências: Gostamos que o desenho externo do armário fique o mais clean possível. Para evitar frisos, usamos recursos de gavetões maiores e, do lado interno, investimos em gavetas comuns. As gavetas mais rasas servem para guardar utensílios, enquanto as mais profundas armazenam panelas e frigideiras. Na parte superior, adotamos portas comuns ou basculantes com prateleiras internas.”

Nichos e prateleiras são recursos práticos que garantem movimento aos armários, diferentemente das grandes caixas de madeira. Mas eles pedem atenção: Além do recurso estético, facilitam na hora de armazenar itens que devem ficar sempre ao alcance, como temperos, livros de receitas, plantinhas para hortas. Porém, para guardar peças de pouco uso não é a opção mais indicada, pois é um local que acumula gordura e poeira”, revela Daniele.

Minuciosamente calculados, os armários também podem trazer recursos espertos. “Ao optarmos pela marcenaria sob medida, gostamos das soluções que ajudam a esconder alguns itens não tão desejados e, que muitas vezes, desperdiçam centímetros sobre a bancada. É o caso do escorredor de prato, que pode ficar escondido na parte de superior do móvel, ou da lixeira, geralmente embutida na bancada”, diz Beatriz.

Materiais Recomendados

Como os armários da cozinha acabam entrando em contato com a água, alguns cuidados são imprescindíveis. Evite usar materiais sensíveis, como lamina de madeira ou laca, pois mancham e alteram a cor. No caso da laca, pode machucar com alguma batidinha, revela Daniele. “Vale optar por móveis com maior durabilidade. Indicamos o MDF que é resistente e já vem com impressão de fábrica, tanto com acabamento amadeirado como liso”, completa.

Para os puxadores, a atenção deve ser com os modelos que acumulam gordura e são difíceis de limpar, como os modelos de cava. “Preferimos usar puxadores com desenho linear e versões embutidas que deixam a marcenaria clean e são de fácil manutenção”, justifica Beatriz.

Cores e estilo

Nesse assunto, não há regras, afinal a escolha das cores e do estilo da cozinha precisa combinar com o gosto do morador. Mas as arquitetas evitam usar móveis que caiam no lugar comum. Hoje, a cozinha faz parte da área social da casa e sempre é importante fugir do visual convencional. Gostamos de brincar com duas cores ou trazer o tom amadeirado para quebrar a frieza do cômodo. Como são normalmente fechados e com aparência de caixas, é um recurso de usar mais movimento e um pouco mais de personalidade ao projeto, finaliza.

Mais informações: (11) 2528-2258 – www.doobarquitetura.com

mmartan sugere decoração para quarto de menina

Petit Girl 2

A mmartan, uma das maiores redes de varejo de cama e banho do Brasil, cria a cada coleção produtos especialmente desenvolvidos para as meninas. São as linhas Petit Girl, Petit Boy e Young. Assim, mães e filhas podem encontrar o estilo ideal para encantar e decorar, sem deixar de lado a personalidade de quem vai usar o ambiente.

A equipe de designers da mmartan sugere, desde a escolha de cores e estilos ao uso de pequenos detalhes para completar o espaço destinado às meninas. A ideia é acompanhar todas as fases da garota, da infância à adolescência.

Geralmente, os tons de rosa e roxo são os que costumam ser relacionados com quartos de meninas. No entanto, são diversas outras opções que podem ser usadas em conjunto para criar um espaço divertido e cheio de personalidade para as garotas.

Base Neutra

Uma das dicas principais para o quarto de menina é apostar em uma base neutra. Com paredes brancas, fica mais fácil fazer a transição de estilo do quarto de acordo com as fases da criança. Para isso, o uso de colorações nos detalhes, como na roupa de cama, almofadas e outros acessórios, sempre é uma boa alternativa.

Como ponto central da decoração do quarto, a cama de menina é a maior e mais importante peça do espaço, sendo responsável por definir o tema e estilo escolhidos. Dessa maneira, é importante escolher roupas de cama, porta-travesseiros e almofadas que inspiram o visual desejado e garantam conforto  para a menina.

Mais dicas podem ser conferidas no canal www.hd.mmartan.com.br

Confira cinco dicas da Telhanorte para ajudar a decorar o lavabo

Bathroom interior.

O lavabo é o ambiente em que a decoração traduz a personalidade dos moradores. Prático e funcional, o espaço muitas vezes é frequentado por visitas e, dessa forma, pode criar boas ou más impressões. O gerente regional da Telhanorte, Marcos Lima, destaca cinco dicas para transformar o ambiente numa área agradável para moradores e visitantes.

  1. Cores claras são uma excelente opção para um cômodo como o lavabo, tornando o ambiente leve e harmonioso. Os tons pastéis são ótimos para criar pontos de cor, em contraponto com o branco das louças como pia e vaso sanitário. 
  1. Optar por um espelho de grandes proporções é uma ótima maneira de preencher o espaço e transmitir uma imagem elegante para a visita, garantindo a comodidade.
  1. Revestimentos diferenciados, como pastilhas, azulejos ou papéis de parede próprios para banheiros são opções simples e criativas de renovar o espaço e torná-lo divertido e envolvente.
  1. Investir em cubas, torneiras e demais acabamentos com design arrojado contribui para valorizar o ambiente e impressionar. “Existem hoje diversas maneiras de trazer um requinte a mais para o lavabo, e escolher acessórios que por si só já sugerem um tom de modernidade. Trata-se de uma excelente opção”, afirma Lima. 
  1. Aromatizadores de ambientes são alternativas que conferem um tom de requinte ao espaço, além de manter o local agradável. Existem diversas opções no mercado que podem harmonizar com o restante da decoração, seja em um estilo minimalista, rústico ou vintage.

Mais informações: www.telhanorte.com.br

 

 

Especialista alerta para cuidados na hora de comprar madeira de demolição

imagem_release_1448814

A designer de interiores Andreia Leitão explica algumas diferenças importantes entre madeira de demolição e de reflorestamento. Segundo ela, que é proprietária do Cantinho Meigo, loja especializada em produção de móveis feitos com madeira de demolição, na cidade de Campinas (SP), é preciso muita atenção para não errar na hora da compra.

imagem_release_1448823

Andreia: atenção aos detalhes

Andreia ressalta que a peroba e o ipê de demolição são madeiras muito nobres. Retiradas de antigos casarões, que abrigavam fazendas e sítios; muitas vezes, expostas ao tempo, essas madeiras são muito resistentes. Segundo a designer, móveis feitos a partir desse material, geralmente, passam de geração para geração. “A peroba e o ipê são raríssimos e, por isso, também muito caros.”

Em contrapartida, Andreia explica que uma madeira de reflorestamento, como o eucalipto, por exemplo, é muito barata. “O eucalipto não é nobre, muito menos tem a resistência de uma madeira de demolição, como a peroba”, reforça a especialista. Ela lembra que o eucalipto é mais leve, poroso, macio, o que torna esse tipo de madeira um alvo fácil para cupins e outras pragas.

Andreia destaca ainda que, além das diferenças gritantes entre os dois tipos de madeira e suas qualidades, a diferença de preços também é considerável. “Madeira de reflorestamento custa, no geral, a metade do preço da madeira de demolição.”

Fraudes

“Infelizmente, há comerciantes inescrupulosos que acabam vendendo eucalipto como madeira de demolição”, alerta a proprietária do Cantinho Meigo. E, segundo Andreia, isso tem se tornado uma prática constante no mercado moveleiro. “Todo cuidado é pouco”, reforça a designer.

A especialista afirma que alguns fornecedores estão tingindo o eucalipto e, até mesmo, criando veias e imperfeições para imitar a peroba de demolição. “A peroba de demolição é rosada e, geralmente, vem com restos de tintas, marcas de pregos e algumas imperfeições que dão a ela um charme especial”, explica a empresária.

Essa prática, de acordo com Andreia, se deve ao fato de a tonalidade do eucalipto ser bem diferente da madeira de demolição. “O eucalipto é uma madeira muito clara, lembrando muitas vezes o pinus, outra madeira de reflorestamento”, acrescenta.

Para evitar ser enganado, Andreia recomenda muita atenção na hora de sua compra. “Desconfie de preços muito baixos, sempre peça nota fiscal com os detalhes da peça e sua procedência”, reforça. Segundo ela, essa é a maior garantia que o consumidor pode ter.

www.cantinhomeigo.com.br

Sherwin-Williams promove treinamentos técnicos a distância

Sherwin-Williams treinamentos a distância

A Tintas Sherwin-Williams realiza no próximo dia 28, das 15h às 16h, o treinamento a distância sobre ‘Manutenção de Tanques’.  O conteúdo abordará assuntos como os cuidados essenciais para a proteção anticorrosiva de aço de carbono e de concreto. O treinamento será conduzido pelo engenheiro Celso Gnecco, gerente de treinamento técnico da Tintas Sherwin-Williams, e pela Coordenadora de Desenvolvimento de Negócios PC – O&G da companhia, Priscila Tavares.

No dia 10 de outubro, das 15h às 16h, a empresa realiza um Webinar sobre o tema ‘Principais Normas Aplicáveis em Pintura Industrial’.  As inscrições já estão abertas, e os interessados terão acesso ao conteúdo proposto por Celso Gnecco e Felipe Fredo Naciuk.

Antes do Webinar, os participantes receberão um link. Todos poderão assistir o curso acessando o endereço eletrônico, bem como ouvi-lo através da ligação ao telefone que será informado no e-mail. No total serão 50 minutos de apresentação e 10 minutos para interação e esclarecimentos.

Para participar dos treinamentos, é necessário fazer inscrição, por telefone ou e-mail. Os interessados devem informar nome completo, e-mail corporativo, cargo e telefone.

Serviço

Treinamentos a distância – Tintas Sherwin-Williams

Assunto: Manutenção de Tanques

  • Quando: 28 de setembro
  • Horário: das 15h às 16h

Assunto: Normas Aplicáveis em Pintura Industrial

  • Quando: 10 de outubro
  • Horário: das 15h às 16h – (Webinar)

Inscrições: (19) 2122-8856 (Celso) – celso@sherwin.com.br  / (19) 2122-8833 (Victor Souza) – victor.souza@sherwin.com.br

Mais informações: https://www.sherwin-williams.com.br/

Arquitetos dão dicas para não errar na decoração com formas geométricas

Formas geométricas

As formas geométricas sempre figuraram como interessantes, atrativas e bonitas de ser ver. O uso delas voltou com tudo para o décor e garante um visual leve e descontraído no ambiente e desde sempre foi sinônimo de modernidade, personalidade e sofisticação.

“O geométrico retornou para a decoração com diversas releituras e com um toque mais contemporâneo que mesmo assim nos remete ao passado”, conta a arquiteta Erika Mello, sóciado escritório Andrade & Mello Arquitetura e Interiores ao lado de Renato Andrade. E a dupla compartilha dicas essenciais para aprecia o estilo e deseja investir nos ambientes:

Revestimentos

Aplicar as formas geométricas no revestimento é ter a certeza que ele sempre estará em destaque. “Por serem, geralmente, bastante coloridos, é importante trabalhar uma combinação com elementos mais neutros. Assim não sobrecarregamos o ambiente“, explica Renato. Normalmente são utilizados como protagonistas – na parede ou no piso –, ou, em algumas situações, até avançar do piso para a parede; “É essencial contar com o auxílio de um profissional de arquitetura e decoração para saber dosar e equilibrar a composição“, aconselha Erika.

Objetos geométricos

Tapetes, quadros, almofadas, nichos de parede, móveis e luminárias são peças que trazem a modernidade e o estilo expressivo das formas geométricas. “Misturar muitas formas e cores pode se configurar em um grande volume de informações que o cérebro precisa absorver. Com isso, a impressão de um espaço cansativo se não desenvolvido com harmonia“, destaca Erika. Móveis de formatos geométricos nem sempre são ergonômicos e aconchegantes, então é importante analisar o uso das peças de acordo com o dia-a-dia do cliente.

Estampas e cores

Para as estampas é possível misturar diversos formatos como triângulos, círculos, hexágonos e listras, entre outros, pois eles conversam entre si e resultam em uma ótima composição. “Por serem linhas marcantes, sempre recomendo evitar a mistura de estampas geométricas com orgânicas. Trabalhamos com ponderação para alcançar essas combinações”, acrescenta Renato.

A despeito das cores, considerações básicas no momento da escolha. “Uma regrinha básica é optar por tons neutros, degradê ou até mesmo mesclar as cores complementares, aquelas que são opostas no círculo cromático”, finaliza Erika.

Mais informações: www.andrademelloarquitetura.com.br

Aprenda com a Telhanorte como fazer a medição do imóvel antes do início da obra

A execução da obra sem dor de cabeça exige um planejamento cuidadoso. Além de equilibrar muito bem os prazos e orçamentos, é importante realizar uma tarefa mais técnica antes do início das atividades, a medição, processo que facilitará a organização e permitirá, inclusive, economizar na obra. Marcos Lima, gerente regional da Telhanorte, apresenta algumas informações e dicas para realizar a ação com mais tranquilidade e precisão.

Um dos critérios mais utilizados para anotar as dimensões de um cômodo é comprimento x largura x altura. “É essencial que os registros ocorram na mesma ordem, o que vai garantir com mais exatidão a escolha de itens ou efetivamente da reforma do ambiente”, destaca Lima.

É prático chegar à quantidade de metros quadrados de um cômodo, bastando multiplicar a medida da largura pela de comprimento. Para saber os metros quadrados de uma parede, a multiplicação ocorre da largura x altura. No caso do metro cúbico, a equação compreende comprimento x largura x altura. “Há também quem necessite saber a quantidade de metros lineares, visando calcular os rodapés, por exemplo. Nesse caso, é necessário somar a medida da largura de todas as paredes. Se não for possível chegar ao número com precisão, a dica é trabalhar com medidas aproximadas”, orienta o gerente.

A organização para a execução da tarefa é imprescindível. Marcos indica que seja criada uma planilha de medição de obra dividida em cômodos com as dimensões de cada um deles. Dessa forma, será possível manter todos os parâmetros organizados, não se perdendo em meio a tantos números.

Em relação aos cálculos de pisos, revestimentos e tinta são exigidas medidas de obra específicas. Um recurso para cada caso é a Calculadora Telhanorte, que apresenta a estimativa dos materiais para a área certa. “´É importante ainda se atentar à posição de todas as tomadas, pontos de TV e telefone, internet, arandelas e de todos os itens que envolvam a passagem de fios por entre as paredes, evitando a necessidade de reformas no futuro”, ressalta o especialista da Telhanorte.

Mais informações: www.terranorte.com.br

 

 

%d blogueiros gostam disto: